11 de jun de 2010

Se perguntarem...


Se perguntarem por ela, diga que está ausente, fora de si. Diga que partiu e não sabe quando volta, nem se esse é o seu desejo.

Diga que ela foi desatar os nós da garganta e o emaranhado do coração.
Avise que ela foi respirar fora do poço, tentar ouvir outros sons além de seus próprios soluços, escutar outra voz além de sua própria consciência.

Sabrina Davanzo

2 comentários:

Luana Gabriela disse...

Sabrina, este foi um dos seus textos que eu mais me identifiquei.Achei lindo a voz, o som...

Se perguntarem, fui também!

Bjos

Renata de Aragão Lopes disse...

Lindo

- mas o regresso
é necessário...