27 de jun de 2010

Partiu


A felicidade é tão efêmera que quando me dou conta de que a estou sentindo ela já está indo embora.


Sabrina Davanzo

2 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

É poeira fina
que escorrega das mãos...

Beijo, Sininho!
Como anda sumida! : )

Luana Gabriela disse...

E Sabrina, é bem assim pra mim também!


Bjos