9 de jun de 2010

Passaporte


Pegou o mapa mundi em forma de globo no último compartimento da estante empoeirada. Colocou-o no chão e sentou-se a sua frente que nem um indiozinho. Rodou o globo, apontou o dedo, conferiu o destino, fechou os olhos e foi.


Sabrina Davanzo

2 comentários:

Maria disse...

Estou rodando o globo...
rs

Beijos, moça.

Marcello disse...

Um bom começo para uma aventura sem destino e sem hora pra voltar.
Beijos