16 de set de 2010

Rotação



Não há quem diga mas, nesse momento, a terra está se movendo.
Transição, translação.
Lentamente, daqui a pouco é outro lugar.
Ainda que pareça que nada aconteceu, chega a noite.
Ainda que eu continue de olhos fechados, já é dia.
E do outro lado escureceu.
A mudança é quase imperceptível.
Quando menos se espera, é dezembro.
Eu mesma já não estarei mais aqui neste ponto quando essa linha se acabar.
Consegues ver? Parti.

Sabrina Davanzo



2 comentários:

Franck disse...

Que a Terra gire...e, da minha janela vejo a lua...a mesma que vc verá?
Uma sexta com mais poesia!

pangeia disse...

Ler seu blog é um momento de paz, que esqueço de tudo, mergulho em suas palavros e saio daqui muito mais tranquila. é lindo demais!

beijos,

malu.

(quero falar com vc depois..)