7 de set de 2010

Início


Hoje fiquei vendo você caminhar tão insegura, buscando apoio nas pernas e paredes mais próximas das suas mãozinhas pequenas.
Hoje você é tão frágil que cada passo é quase um tombo, é um desajeito.
É estranha a forma como, de repente, se começa a andar.
E pensar que você nunca irá se lembrar de como foi difícil se erguer... e pensar que você quase não teve essa chance...
A vida é um pequeno milagre. A todo momento. A cada vez que você procura um apoio e segue mesmo não o tendo encontrado.

Para Lelê. Que começou a dar seus primeiros passos sozinha.

Sabrina Davanzo

3 comentários:

Marcello disse...

Gracias a La vida !!!!

Beijos Sabrina

Renata de Aragão Lopes disse...

"A vida é um pequeno milagre.
A todo momento."

...
...
...

Iza disse...

E a Lelê é um milagre que decidiu ser parte de nossas vidas!