6 de mai de 2009

Recomeço


Contou até sete, porque acreditava que sete era um número bom.

Suspirou fundo, abriu os braços e saltou.
Queria recomeçar, mas para isso precisava chegar ao fim.

Sabrina Davanzo

7 comentários:

*Mel* disse...

adorei seu blog
visita o meu :
http://crepusculopormim.blogspot.com/

NiNah disse...

Oi moça.
Gosto de números ímpares em especial o treze. rsss
Bjos

BAR DO BARDO disse...

sempre as alegorias que me levam ao sonho...

Susanna disse...

E para fins, novos começos!

Lindinho o texto!

Beijos!

ellen disse...

muito bom :)

Bjinho

Neotenia disse...

vc consegue brincar mt bem com as palavras... LINDAS até qd trágicas... !!!

Maria disse...

Penso exatamente assim... deixa as reticências para depois...todo começo pede um ponto final.

Meu beijo