17 de mai de 2010

Por dentro

Assim como o grão de areia, que se refugia dentro da ostra sem pensar no mal que causa a ela, eu me escondo dentro de mim.
Para encontrar minha pérola, é preciso mergulhar e buscar no mais profundo de meu ser. Arrancar uma a uma as muitas cascas que me protegem.
O que está acontecendo aqui dentro enquanto você prefere a superfície? Enquanto você pensa se deixa sua cômoda embarcação para se aventurar no fundo desse mar?
É uma reação química, física. É um tesouro. Não é fácil me encontrar...

Sabrina Davanzo

Nenhum comentário: