23 de ago de 2010

O segredo...

Uma coisa que tenho aprendido é que felicidade não é algo que se busca. Ninguém deve sair correndo tentando ser feliz.
Quantos jantares ficaram intactos por conta de uma felicidade programada para aquela noite? Quantas passagens reservadas e perdidas? Quantas roupas compradas e não usadas? Quantos discursos preparados para quando ela chegasse? A frustração é mãe impiedosa de toda felicidade abortada e nos faz companhia quando queremos ser feliz a qualquer custo.
O negócio é levar a sério aquela velha e linda história de não correr atrás das borboletas....
Acho que o que a gente deve fazer é deixar a porta do coração aberta, seguir em frente, em paz, e então a felicidade acontece, nos alcança onde quer que estejamos.
A felicidade é uma brisa leve que nos toca em meio às coisas mais banais. É inútil programá-la para o fim de semana, para o dia do pagamento, para quando o telefone tocar.


Para amigos e amigas que, nesse momento, esperam ansiosamente pela felicidade.

Sabrina Davanzo




2 comentários:

Poupée Amélie™ disse...

Tem um pensamento que atribuem a John Lennon, que diz mais ou menos assim: "a vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos."
Quantas vezes, muita coisa boa passa despercebida porque estamos ocupados, buscando algo maior.
A felicidade é uma soma de coisas legais, mas que as vezes é entrecortada por algum momento de dor.
Felicidade plena e constante, acredito que nunca há de existir.
Beijos, Sabrina.

manu gomes disse...

felicidade podia vir em potinhos vendidos no supermercado né?! se bem que não, pq eu não teria dinheiro pra comprar... huahuahauhauha

ainda bem que é de graça, só deixarmos as coisas acontecerem!

:)