19 de fev de 2009

Barquinho

Barquinho de papel não pode com uma enxurradinha. 
Onde já se viu barco que não pode molhar? 
Tem gente que é de açúcar. 
Não pode com um chuvisqueirinho. Desmancha. 
Onde já se viu gente não se aguentar? 
E lá vai o barquinho... 
que agora é só folha enxarcada. 

Sabrina Davanzo

10 comentários:

marlise disse...

Triste e doloroso. É preciso se socorrer imediatamente.

Maria Fernanda disse...

as vezes eu me sinto meio papel, meio açúcar. Mas só as vezes...

Taí,
plano meu para o carnaval: beber da água da chuva e lavar a alma com ela.

Fernando Sampaio disse...

Vc tem talento!

Jasão disse...

que blog bunitu o seu!

o Cronista disse...

tira o barquinho da água ou deixa afundar. é a vida.

gabi disse...

Que bonito isso :)

E muito meigo.

Ana Paula Sampaio disse...

Eu queria saber colocar tanto sentimento em poucas palavras... Eu escrevo aqueles textos enormes que acabam não dizendo nada... O que é que a gente faz quando é feita de açucar? Srá que o sol seca nossas folhas enxarcadas? beijos!

Anny disse...

Sabrina:
Tenho uma amiga japonesa que diz não poder tomar chuva porque é de papel.
Brincadeira à pate, parece que existem mesmo pessoas assim.

*Lembra daquele selo que me mandou?
Estou indicando você.
Pode escolher o selo que mais gostar.
Beijos e obrigada.
Anny.

Múcio L Góes disse...

ow, querida! =]

brigado pelo carinho, visse!


pessoas de açúcar? conheço uma, e ela vive sempre como se já fosse,
e qd eu a procuro, acabou-se oq era doce.

ah, gosto do lay do teu blog, diferente.

bjo.

nina rizzi disse...

nossa. depois do carnaval... quase tudo são barcos de papel... "olha o barquinho sempre a deslizar..."