23 de mar de 2011

Teoria das relações



. . .

Eu fico sozinha.

Eu aprendo a estar sozinha.

Eu gosto da minha companhia.

Você aparece.

Eu continuo gostando de estar sozinha.

Você é gentil e divertido.

Eu acredito em você.

Eu quero estar com você.

Eu não quero mais estar sozinha.

Você vai embora.

Eu fico sozinha.

Eu aprendo a estar sozinha.

Eu gosto da minha companhia.

Outro você aparece.

Eu continuo gostando de estar sozinha.

O outro você é gentil e divertido.

Eu acredito no outro você.

Eu quero estar com o outro você.

Eu não quero mais estar sozinha.

O outro você vai embora.

Eu fico sozinha.

. . .

. . .

Outro aparece.

. . .

. . .

Outro vai embora.

. . .

. . .

Eu acredito.

. . .

. . .

Eu fico sozinha.

. . .

. . .

Eu não quero mais estar sozinha.

. . .

Outro aparece.

. . .

. . .

. . .

Eu fico sozinha.


Sabrina Davanzo



3 comentários:

Débora Cecília disse...

essa é a minha história...

Guilherme disse...

Quantas versões dos outros precisamos pra ver que a história é nossa, tão-somente nossa?

Paty disse...

acredite, nunca estamos sozinhos.