30 de mar de 2010

Síndrome


Sua síndrome não era do pânico. Era do afeto. Ela só temia nao ser amada urgentemente.


Sabrina Davanzo

Um comentário:

Renata de Aragão Lopes disse...

E isso
não daria
um certo pânico?

Beijo,
doce de lira