22 de nov de 2010

Cambalhota



Para ter uma ideia de como as emoções lhe chegam, imagine uma cambalhota. O mundo fica de cabeça para baixo, tudo fora do lugar por alguns instantes. A vida gira, gira e para, de repente, num solavanco. Não entende muito de gravidade, nem de física. Pensa que o assunto é de anatomia: um corpo dobrado, pescoço curvado e... virou!
Quando se estica, tenta perceber o lugar que estava normal, depois ao contrário e então, normal de novo. Ou será que é do outro jeito que é certo? Nunca vai entender. Só sabe que qualquer coisinha revira tudo.


Sabrina Davanzo


18 de nov de 2010

Dicionário


E se:


Grande depósito imaginário para onde vão todas as histórias/fatos que deveriam ter acontecido e por alguma razão não aconteceram.



Sabrina Davanzo

11 de nov de 2010

Colheita


Meu pensamento estava em pleno salto
quando soube que não havia uma grama macia
Pensamento é fruto que dá na árvore da imaginação
tem que ficar de olho
se não vem o coração e apanha antes da hora
se não ele cai de maduro, como agora
Bem feito!
Onde foi que ele aprendeu que fruta
por mais deliciosa que seja
quando vai ao chão não sofre arranhão?
Antes tivesse ficado preso ao pé
morrendo de medo
mas experimentando, em segredo, o gosto doce da ilusão

Sabrina Davanzo


10 de nov de 2010

Ainda não



Não quero falar de mim. Ainda não estou pronto para me saber.



Sabrina Davanzo

Chama



Quando fica triste e só ele brinca de pique esconde, procura dentro dele a felicidade.
Ela está bem ali: uma chama escondida atrás de preocupações e ilusões, mas basta olhar com os olhos do coração e ela aparece.
A felicidade mora nele... é que vez em quando fica emburrada e fecha as janelas de casa.



"Nosso propósito nesta vida é recuperar a saúde do olho do coração através do qual se pode ver Deus"
Santo Agostinho

Sabrina Davanzo

9 de nov de 2010

Amor?


Eu queria saber falar do amor

Eu queria entender o amor
Eu queria experimentar o amor

Dizem que enlouquece
Dizem que completa
Dizem que cega...

Eu queria achar...
Alguém que entendesse o que o amor significa
Alguém me explicasse como ele funciona
Alguém que me falasse como ele acontece

Dizem que amor não se procura
Se encontra
Dizem que não precisamos ir atrás dele
Ele vem até nós

Será que ele vem como um brisa?
Ou envolve como um dia frio?
Que sensação ele causa?
Será como uma rajada de vento?
Ou como a fúria de um furacão?
Será que é gostoso como um banho de chuva?

Como é o amor?
Como se sente?
Como se vive?
Como se sabe que é amor?

Como explicar algo que nem quem viveu entende?
Dizem que o amor é cego
Mas eu acho que cegos...
Somos nós

Gabriela R.

Este texto foi escrito pela minha amiga Gabi e foi postado aqui para que ela nunca se esqueça de que é capaz de amar e ser amada.

Gabis, a poesia vive em você. Permita-se.

Sabrina Davanzo

5 de nov de 2010

Dicionário




Ilusão

Fita de tecido transparente que envolve os olhos e impede que a realidade seja vista.



Sabrina Davanzo

Ítaca


- Ulisses, por que você tem andado tão parado? Nem parece satisfeito com esse aquário só para você...


- Ulisses, por que você não tem mais vontade de nadar nessa água toda sua?

- Ulisses, você não está feliz? Sua barbatana já não é mais tão colorida....

- Ulisses, você não percebe que tem toda a liberdade que precisa nesse espaço?

- Ulisses, você está seguro aí dentro...

Ulisses partiu e não houve como evitar. Às vezes, a gente pensa que está fazendo o suficiente: troca a água, lava o aquário, dá comida, conversa... Mas Ulisses desejava mesmo era essas coisas de peixes vividos, experientes...

- Você queria o mar, Ulisses. E o mar eu não poderia te dar. Desculpa...



Ps: Ulisses viveu por muito tempo em um áquario pequeno até que envelheceu e cansou de nadar sempre no mesmo lugar.


Sabrina Davanzo


4 de nov de 2010

No caminho


… pode-se comparar à sensação de caminhar em um corredor estreito, margeado por flores que beijam suas canelas na medida em que você avança.
Ao serem tocadas, elas fazem uma espécie de cócegas doce e divertida. Suas pétalas sacodem levemente o pingente da tornozeleira.
É uma reverência simples que, na pressa, você nem nota.
Tenho me demorado pelos caminhos só para receber esses beijos que são capazes de mudar toda a cor do dia.
Atribuo a esses momentos o nome de paz, mas talvez não seja bem isso... Porque paz é quando além de sentir os lábios das flores, você consegue ouvir o que elas lhe dizem.

Sabrina Davanzo

3 de nov de 2010

No espelho


Quando saiu, deixou um recado escrito com batom no espelho:

A vida tem me consumido de uma forma maravilhosa. Há muito tempo não experimentava dias tão intensos.
Estou me permitindo... Chego a ficar exausta de tanta felicidade.
Não espere por mim, pode ser que eu não volte.

Sabrina Davanzo



Para as pessoas especiais que me proporcionam momentos inesquecíveis e me fazem aproveitar cada segundo. Amo!