18 de ago de 2009

Não-sei-o-que


Vez em quando esse não-sei-o-que que mora dentro de mim sai pra passear e me faz sentir arrepios, querer colo. Ensinaram que é preciso ser forte que nem São Jorge, que faz aniversário junto comigo e mora na lua. Mas lá ele tem as estrelas. Quem eu tenho por aqui? Só as pontas dos meus dedos suados de medo. Aperto com força. A dor faz esquecer dos arrepios e de que esse não-sei-o-que vive prestes a me sufocar.


Sabrina Davanzo

4 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

"Ensinaram que é preciso ser forte que nem São Jorge, que faz aniversário junto comigo e mora na lua. Mas lá ele tem as estrelas."

Que bonito...

NiNah disse...

Que lindo moça!
Amei!
Beijas

Natasha disse...

Adorei, Sabrina.

Meu trabalho me fez conhecer seu blog mas, virei fã até nos finais de semana.

Parabéns.

BAR DO BARDO disse...

Respira fundo...