29 de set de 2009

Era uma vez...


Tem um monte de histórias começadas sem saber o que fazer com elas. Porque todo começo parece muito bom. Depois é que não se sabe como é que vai ser. E o fim sempre dá medo.
Desde cedo aprendeu que histórias devem ter início, meio e final, nem sempre feliz. Mas o que não ensinaram foi que entre uma coisa e outra sempre há um monte de aventura e gente. E que por causa desses momentos e pessoas é difícil ir virando a página. Principalmente quando é divertido.
A história pode ser curtinha, uma linha ou ter quinhentas e oitenta e oito páginas, não importa. Uma vez escrita, fica para sempre. Histórias são eternas. Mesmo as incompletas, como as que ela sempre começa e nunca termina.

Sabrina Davanzo

Nenhum comentário: