24 de jan de 2013

Estranho

 Hoje meu coração amanheceu apertado.
Cheio de incertezas, como se navegasse à deriva.
Sem rumo, sem casa,
 carente não sei do que.
Hoje o meu coração acordou doído,
sofrido
 sem nenhuma explicação.
Eu tenho medo desses repentes.
Inconstâncias que fragilizam esse órgão já tão delicado
e alteram o ritmo da vida.
Quando fica assim,
coração parece querer dizer alguma coisa.
 "Tome cuidado", "afaste-se!", "Não faça isso, não vá por aí!"...
Como vou saber?
 Coração não sabe falar, só sabe sentir.
Sem entender,
fico aqui com esse aperto que dói sem doer.
Seria tão mais simples se o problema se limitasse a interpretação...
Coração, por favor, seja claro!
 O que você tem para me dizer?

Sabrina Davanzo

4 comentários:

Rui Pascoal disse...

Pum, pum, pum, pum...
:)

Resumo da Opéra disse...

senti vontade de chorar!ACORDEI ASSIM HJ!

manu gomes disse...

Coração devia vir com conversor de sentidos, ou tradutor, sei lá!

SonhadoreS disse...

Lindo!
Adorei seu blog... Voltarei mais vezes! Aproveito para convidar para visitar o meu http://sempre-sonhadores.blogspot.com.br/ Espero que goste! Obrigada!