2 de jan de 2013

Declaração


Eu poderia ter a sensibilidade da Marisa, a doçura da Mallu e a sensualidade da Roberta para cantar, no pé do seu ouvido, o que eu sinto por você.
Eu poderia ter a coragem de me arriscar, de largar tudo e enfrentar o desconhecido, igual ao personagem do filme que você mais gosta.
Eu poderia ter a genialidade dos profissionais que você tanto admira.
Eu poderia ter a beleza "sem-sal" da Maria Flor, sua atriz preferida, e quem sabe até um nome mais cool como o dela.
Poderia viajar com você por aí, por esses lugares que a gente só conhece pelo Instagram.
Eu poderia ser mais blasé como a Summer ou mais cult como o Tom, personagens do seu segundo filme preferido.
Poderia ser mais sexy como as mulheres que você vê na TV nas tardes de domingo ou ainda ser criatiavamente engraçada como os humoristas que você curte. 
Poderia escrever como o Marcelo Camelo, com palavras difíceis, frases desconexas que no fim fazem sentido para traduzir nossa relação.  
Eu poderia ser uma infinidade de combinações de personalidades que te agradam, mas eu sou exatamente do meu jeito e mesmo com todas estas ausências você me quer.
Você não exige de mim o que não posso ser, não quer me igualar ao seu mundo, apenas o compartilha comigo.
E eu aprendo sobre você. E eu o amo e admiro um pouco mais a cada nova lição.


Sabrina Davanzo 





Um comentário:

manu gomes disse...

O amor é genuíno é realmente inspirador! Essência!

Muito Lindo!