12 de abr de 2012

Santo remédio



Felicidade é a conta-gotas,
é de hora em hora.

Ninguém é feliz de uma vez por todas.
E a gente vai vivendo,
porque viver é isso:
o espaço entre uma gota de felicidade e outra.


Sabrina Davanzo

2 comentários:

Sueli disse...

Ainda bem. Se a felicidade fosse constante, não saberíamos o que é ser feliz, não é mesmo? Adorei!

Leticia Karen disse...

Muito bom seu blog, parabéns!
Se gostar, segue o meu?
http://foreveryoungl.blogspot.com.br/