10 de set de 2012



Vontade de voltar, 
de ir, 
de não ficar aqui 
e talvez nem lá. 
Vontade de sair 
desse mesmo lugar, 
custe 
que 
custar. 
Desejo incontrolável 
de seguir 
sem saber a direção, 
a localização 
ou o idioma que se fala 
onde eu, 
enfim, 
parar. 
Quero andar até cansar, 
depois correr 
até  (me) perder 
as forças, 
a memória. 
Quero chegar no desconhecido, 
um lugar 
que nem sei onde fica 
e que 
talvez 
seja aqui dentro mesmo. 
Eu só preciso 
ter coragem de 
p a r t i r...

Sabrina Davanzo 

3 comentários:

Rui Pascoal disse...

O Primeiro Ministro de Portugal quer que os professores e os jovens emigrem e também usou essa expressão do "custe o que custar".
Estarás "feita" com ele?
:)

Beel disse...

Toda linda!
me encontrei aqui, rsrs
Parabéns!

Karine Tavares disse...

Teu blog é lindo!
Vem conhecer o meu:

leiakarine.blogspot.com