12 de ago de 2012

Abrigo





O amor é feito casinha de joão-de-barro: 
é construído devagar, no dia a dia. 
Sua matéria-prima é simples, 
mas aquece, acolhe. 
E a gente mora ali cheio de fé, 
confiantes de que estamos protegidos 
das nossas próprias tempestades 
e do vento frio da solidão. 

Sabrina Davanzo 



Um comentário:

Luis Fernando disse...

Creio que Manoel de Barros iria gostar do seu belo poeminha.