28 de jul de 2011

Aviso




Vontade de instalar uma plaquinha aqui do lado do coração:
Cuidado ao entrar! Você pode me machucar.

Sabrina Davanzo


24 de jul de 2011



Dorme cheia de convicções.
Acorda com incertezas.
Masca dúvidas o dia inteiro.
À noite, sabe direitinho o que quer.
Dorme cheia de convic....

Sabrina Davanzo


20 de jul de 2011

Pra...


Pra sarar
Pra esfriar
Pro vento levar
: assopre


Sabrina Davanzo

19 de jul de 2011

Silêncio

Tenho preferido os silêncios.
Depois de tanto falar o que devo, o que não quero... experimento me calar.
Agora, quero essa espécie de mudez consentida por fora e por dentro.
Chega de gritar aos quatro ventos o que foge dos meus pensamentos.
Chega de falar como especialista. Confesso: eu não sei nada. Sobre nada.
Estou em silêncio para ouvir o nada que está sendo dito pelos outros.
Quero ser vácuo, onde o som não se propaga.
Cansei de ecoar as coisas que eu não entendo.

No silêncio, (eu estou aprendendo) mora a paz.
Nas palavras não ditas se escondem os mistérios.

Eu não sei nada.
É delírio falar enquanto se está sonhando.
É quase um pecado.
Vou deixar o sonho vir e contar a sua história.

Depois eu falo. Ou não.
Tenho perdido a vontade de falar.
Tenho preferido os silêncios.

Sabrina Davanzo

10 de jul de 2011

Passo a passo


Lição número 2 para ser feliz de verdade:

se você precisa correr atrás para estar com ele (a), desista.
O amor não é uma maratona.
As pessoas que se gostam se esperam
ou estão exatamente no mesmo lugar.


Sabrina Davanzo

Do lado de fora


Vez em quando a vida, alguém ou até a gente mesmo fecha uma porta e depois, por insegurança, medo, fraqueza (ou muito provavelmente tudo isso junto) voltamos para conferir se está realmente trancada ou se existe a possibilidade de entrarmos de novo e continuarmos ali, jogados no sofá (acomodados).
Encontrar a porta fechada é doloroso, mas é reconfortante também. É um alívio saber que não há mais nada a fazer a não ser ir embora sem o menor receio de estar deixando algo para ser vivido.
Uma porta fechada significa que é hora de encontrar outra aberta. Significa uma oportunidade de viver outras coisas, de adentrar outros cômodos. É a certeza de que deve-se esquecer as chaves extras, não tocar a campainha insistentemente.
Com a porta trancada, a gente pode ir sem dor e cheio de coragem. Nossas lembranças estarão guardadas para sempre do lado de dentro e lá fora os postes iluminam quem sai em busca de um lugar para ser bem-vindo. As ruas estão cheias de pessoas que desceram as escadas sem olhar para trás.
Há portas abrindo e fechando o tempo todo e, em algum momento, uma casa aconchegante vai estar de portas abertas nos convidando a entrar.

Sabrina Davanzo


7 de jul de 2011

Passo a passo



Lição número 1 para ser feliz de verdade:
pare de achar que coisas mais ou menos são boas.
Pessoas, sentimentos mais ou menos serão sempre mais ou menos.
O que é bom nasce bom.


Sabrina Davanzo

5 de jul de 2011

Nome



A vida deveria se chamar montanha russa. Ou o contrário.


Sabrina Davanzo

Invenção

A gente (sempre) se reinventa
quando descobre o que fazer com o que sobrou de nós
depois que outro foi embora.


Sabrina Davanzo